[Pré] Livro Review - Morgan: O Único

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Bom pessoal como estão? Eu agora voltei à vida. Depois de duas semanas corridíssimas para entregar todos os compromissos do serviço, consegui dormir até tarde um dia hehe.

Então hoje decidi fazer mais uma review de livros hoje, porém com um adendo: O livro da review de hoje ainda não foi lançado.

Peraí Álisson, como assim? Vai fazer um post com uma preview do livro?

Não amigos leitores, deixem-me explicar.

Quando o livro estava em produção, o autor, e grande amigo meu, Douglas Eralldo, me usou de backup do livro, caso algum desastre acontecesse. E justamente isso que aconteceu, como diria Murphy.



Um belo dia quando ele estava fazendo o deslocamento diário casa-serviço, não é que o infeliz me perde o Pendrive contendo uma única versão (não reproduzida) de um dos capítulos mais importantes do livro? E pior, do livro TODO. Mas por sorte/destino, eu tinha a única cópia do material que hoje está sendo produzido sob a bandeira da Editora Literata. E como bônus, fui o leitor #1 deste, que provavelmente será uma das bombas da literatura nacional, explodindo conceitos e criando idéias até então pouco exploradas.


O livro nos traz a história de um homem comum, vivendo em uma cidade do interior, com seu fusca e seu cão e seus problemas com as refeições de domingo. Sua vida sofre uma reviravolta, e quando o leitor menos espera, se depara com um zumbi se erguendo da tumba.

Isso não seria novidade, não fosse pelo fato de que quem nos narra a história é o próprio zumbi.

Morgan acorda faminto, e desnorteado, iniciando uma caminhada rumo à morte certa, ou talvez à vida eterna...

Morgan nos conta detalhadamente sobre todos os problemas sofridos por um zumbi recém renascido que não sabe absolutamente nada sobre como se comportar. Desde problemas intestinais, afinal seu intestino está pendurado, até sua fome pelo alimento primordial dessa espécie: cérebros.

O livro nos traz uma narrativa intensa, com seus capítulos não tomando mais de duas folhas, trazendo idéias claras, em uma linguagem acessível, somos levados de paraquedas na marcha de Morgan rumo aos seus instintos.

Como não poderia faltar, como todo bom romance, nosso amigo nutre uma paixão secreta justamente pela moça mais desejada da cidade. E daí que agora ele é um morto-vivo?!

Esse livro fez reservou na minha agenda a primeira hora da manhã apenas para aguardar receber o arquivo, ler e refletir sobre o capítulo, dando-me a vontade de ter o próximo capítulo à mão, pois a curiosidade era imensa, em todos os capítulos. Inclusive chinguei muito o Douglas no dia que ele resolveu fazer o último capítulo (hehe).

Então pessoal, o que posso dizer sobre esse livro, é que a partir do momento em que vocês começarem a ler, será impossível terminar até chegar à última página. Um romance que mescla de uma maneira perfeita momentos de ação, de auto-reflexão e de análises sobre o comportamento humano, não deixando de lado uma pitada clássica de humor.

Quer entender como um zumbi se sente? Quer saber mais sobre sua paixão por cérebros? Quer descobrir que os verdadeiros laços de amizade se mantém mesmo após a morte? Quer saber como se mata um zumbi? Então não deixe de conferir Morgan: O Único, em lançamento nacional em uma sexta feira, dia 13/05/2011.


Mas foi o segundo cuspido da espingarda que ecoou como um trovão anunciando o apocalipse. O projétil, um chumbo cilíndrico e pesado cortou o ar noturno cantarolando a morte, e sem se fazer de rogado invadiu a pele abrindo um rombo em minhas costelas, deslizando pela carne podre, e fazendo voar pelos ares pedaços de vísceras mortas. 


Aqui termina nossa [pré] review do livro (se não vou contar demais, antes mesmo do livro ser lançado), agradecendo a honra de poder ser o primeiro leitor, e consequentemente o primeiro blog a fazer uma review deste excelente livro que Douglas nos apresenta no próximo mês.

Dito isso, convido-os a conhecer o Blog do Livro, onde o autor nos traz notícias sobre o cenário zumbi, e atualizações sobre o livro.

Não deixem de adquirir, incentivar, apoiar esta trama (que espero que se torne uma Trilogia).

Por hoje é só pessoal.

Um grande abraço à todos.

6 Comentários:

by Douglas Eralldo disse...

Olá, não tenho palavras em agradecer ao Álisson pelo apoio. Valeu mesmo, aliás, o legal do pots que ele revelou alguns detalhes do nascimento de Morgan: O único

M. D. Amado disse...

Gostei da sinopse e pretendo ler. Ainda mais por ser de uma editora parceira da Estronho. Mas tenho uma observação a fazer.

"Isso não seria novidade, não fosse pelo fato de que quem nos narra a história é o próprio zumbi."

Tbm não é novidade. Na Antologia "Zumbis, quem disse que eles estão mortos?", o meu conto Ivandro é narrado por um Zumbi ;-)

Sorte e sucesso ao Douglas! Vou querer ler esse livro!

Abraços horripilantes,

by Douglas Eralldo disse...

Pô legal saber que o M. D. Amado pretende ler o livro.

Creio que a observação é desnecessária, já que o enfoque da "novidade" é o trabalho sobre um romance por inteiro, um livro completamente escrito e narrado por um, e não comparando-o a contos, até por que com tanta gente escrevendo contos é difícil encontrar algo que já não tenha sido escrito.

Paloma Rizzi disse...

Quero ir no lançamento desse livro!!
\o

adiministrador disse...

Como vai amigo? Queria lhe avisar que tem um selo pra vc que fiz no meu blog confira.Abraços Adiministrador

zimermann disse...

Bom dia pessoal !

Ao saudá-los, posto uma observação que nos dias de hoje está tornando-se mais complicado a sobrevivência e o aparecimento de bons autores que estão preocupados com o enriquecimento da nossa literatura. Sendo assim, é nosso dever dar total apoio e insentivo para que estas pessoas que são abençoadas pelo dom de escrever, pois isso é raro. Parabenizo o Álisson pela sua iniciativa e aproveitando, também parabenizo o Autor e digo que é por causa destas pessoas que nossa Academia Brasileira de Letras terá sempre nossos queridos imortais.

Parabéns e continuem assim.

abraços.